Últimas Notícias

Quando cerveja artesanal vira atividade acadêmica

No Amazonas, curso de Engenharia Química e Petróleo e Gás da Ufam aceita produção de cerveja artesanal como projeto científico-experimental. No Rio de Janeiro, curso de Defesa e Gestão Estratégica Internacional da UFRJ tem confraria como atividade cultural oficial.

Fonte: Amanda Henriques / A Crítica

No Rio de Janeiro...

Os alunos da área de Defesa e Gestão Estratégica Internacional da UFRJ se reúnem mensalmente - geralmente no primeiro sábado do mês - em uma confraria para discutir temas relacionados ao curso. A reunião dos "CerveDGeiros" trata de assuntos relevantes ao curso, conta com a presença de palestrantes renomados e faz parte das atividades culturais oficiais da faculdade.

Encontro dos CerveDGeiros
Em entrevista para Maria Cevada, Filipe Andrei, diretor da iniciativa, fala sobre o projeto: "Eu, o Rafael Felicio Jr e o Daylton Araujo demos início ao projeto e hoje também contamos com a ajuda da Fernanda Foly. O Rafael participava de uma empresa Jr. na faculdade - a Proged - e tentou inserir o encontro dos CerveDGeiros como atividade de extensão. Na época só foi possível ter o encontro como atividade cultural, mas a nossa pretensão é que ele passe a valer créditos para o curso. Ainda há um certo preconceito em relação à cerveja nesse ponto" - explica Filipe. "De qualquer forma nossas reuniões já fazem parte das atividades oficiais da faculdade. Já contamos até com uma palestra do Alessandro Molon sobre o Marco Civil da Internet e um dos nossos encontros aconteceu na casa do Cônsul da Alemanha".

Os encontros dos CerveDGeiros acontece geralmente na Adega do Pimenta da Praça Tiradentes e é reservado aos integrantes do grupo no Facebook: https://www.facebook.com/groups/168321366657693/

E no Amazonas...

Quatro alunos da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) elaboraram um projeto científico-experimental que resultou no processo de fabricação de uma Weizen com Açaí.


Imagem: A Crítica
O projeto surgiu a partir de um desafio do professor da disciplina de Operações Unitárias I, do 6º e 8º  período, dos cursos de Engenharia Química e Petróleo e Gás. Na noite de terça-feira (20), Diogo Freire, Aurilene Siqueira, Robert Alephy e Thiago Castro apresentaram os resultados para a pró-reitoria da Ufam, professores e estudantes e, na oportunidade, ofereceram degustação da cerveja.

Johnson Pontes, professor da disciplina, disse ter lançado esse desafio para que os estudantes contemplassem processos reais, dimensionassem os equipamentos e principalmente, valorizassem as competências e habilidades que tiveram até o momento nas disciplinas de engenharia. O professor ficou satisfeito com os resultados. “Sinto-me, não na função de professor, mas na função de educador, orgulhoso em ver o resultado desse trabalho”, admite o professor.


Nenhum comentário