Últimas Notícias

Bar da Brewdog em São Paulo

Por Amanda Henriques / Fotos: Anderson Senne
Chegamos! Chegamos!
Finalmente conhecemos o Bar da Brewdog em São Paulo! Depois de nos aventurarmos entre as cervejas da escola inglesa e cumprimentar a rainha Bebeth com um HI-5 no A Pint with The Queen, a próxima missão da Maria Cevada em São Paulo foi conhecer o recém-inaugurado bar da cervejaria escocesa Brewdog. Como Murphy é bacana, domingo foi dia de chuva e chegamos no bar após uma falta de energia. Por alguns minutos poderíamos ter tido uma outra impressão sobre o ambiente, mas por conta do ocorrido não enfrentamos fila (alô São Pedro, aquele abraço!) e depois que entramos tudo correu bem.

O bar

A felicidade do Anderson Senne
O clima do bar é alternativo (mas arrumadinho como São Paulo manda) e a todo momento você é surpreendido pelos motes da Brewdog que enchem os olhos de quem curte #cervejadeverdade. No bar, você e o garçom tem um diálogo aberto e todos estão dispostos a falar um pouquinho sobre a cervejaria e as cervejas plugadas. Quer pedir a sua cerveja ou petisco? Levante, vá até o balcão e peça, sem frescuras. E depois, pode voltar para uma das mesas gigantes de madeira que comumente são divididas por desconhecidos. Há mesinhas mais reservadas, mas todo o funcionamento do bar gira em torno dessa proposta despojada e livre, com a cara da Brewdog.


As torneiras e o preço



Na sua inauguração o bar foi alvo de discussão em relação ao preço cobrado pelas cervejas. Talvez, por viver no Rio de Janeiro, não tenha sentido tanto a pancada. Por aqui, o preço da Brewdog na torneira não é muito diferente. Tiramos uma foto para vocês terem uma ideia de como estão as coisas por lá.

Ter diferentes Brewdogs variando nas torneiras é privilégio de poucos lugares. Fiquei muito feliz por provar rótulos que nunca vi plugados no Rio de Janeiro. Caí de amores pela Hoppy Christmas e seus 66IBU. A IPA single hop de Simcoe tem 7,2% e foi a estrela da minha noite.

Além das cervejas na torneira é possível encontrar preciosidades no cardápio. A partir daí a aventura fica cara. Aqui, as estrelas são as cervejas, por isso o cardápio é composto de acompanhamentos como queijos, salsichas, pães e outros embutidos. Confira o cardápio.



Cervejas convidadas e a exclusiva do bar



O bar pretende ter sempre torneiras convidadas, mas sempre cervejarias que tenham o mesmo compromisso da Brewdog de inovar e revolucionar. E quem encontramos por lá? Nada mais nada menos do que a carioquíssima 2Cabeças que entregou um spoiler de mão beijada: a Funk IPA, antiga X-Session IPA, já desfilando bonita e charmosa com seu novo nome.

Em pouco tempo percebemos que o balcão é o melhor lugar para ficar
Nascida para ser a cerveja exclusiva do bar, a WayDog também estava plugada. A Session Pale Ale da Way é uma das cervejas mais baratas do bar. Com teor alcoólico baixo (3,8%), mas com o lúpulo muito presente, essa nacional lembra muito a Dead Pony da Brewdog, mas com lúpulos diferentes (aliás, a Dead Pony também tem 3,8% de ABV e... deixa quieto).

Beer for Punks: a proposta da Brewdog


Com atitude e opiniões fortes, o Felipe Rodrigues nos guiou pelo lifestyle Brewdog na nossa visita. Felipe é Beer Sommelier formado e com especialização pelo instituto da cerveja, na ABS.
A Brewdog é uma cervejaria escocesa criada em 2007. A sua principal marca é a ousadia e a preocupação em fabricar boas cervejas (muitas vezes em detrimento dos preços dos ingredientes utilizados nas receitas). Essa proposta é acompanhada por uma postura punk: uma vontade de provocar, chocar e desafiar os seus consumidores. Não é raro encontrar no rótulo mensagens como “essa cerveja não é para você” ou acompanhar lançamentos de rótulos que são verdadeiras críticas políticas.  A Brewdog é uma cervejaria que faz barulho e uma das grandes marcas que impulsionam a revolução da cerveja artesanal.



BrewDog Bar São Paulo
Endereço: Rua dos Coropés, 41, Pinheiros
Telefone: (11) 3032-4007

Um comentário: