Últimas Notícias

Lúpulo é letal para cães

As produções caseiras de cerveja vêm aumentando a cada dia. Mais e mais cervejeiros adotaram o hobby e produzem suas receitas em casa.

Nessa semana, o BeerSmith lançou um artigo alertando para alguns cuidados no armazenamento do lúpulo utilizado nas produções caseiras. O lúpulo é letal para cães e ultimamente eles vêm recebendo muitas mensagens de acidentes domésticos que, por um simples descuido, acabaram levando à morte dos seus companheiros de estimação.






O lúpulo é um membro da família Cannabinaceae, e a planta feminina produz flores que são secas e utilizadas pelos fabricantes de cerveja como um agente amargo, aromático e bacteriostático na cerveja em todo o mundo. O lúpulo é frequentemente utilizado como um agente calmante vendidos como chás, extratos e suplementos de ervas. Alguns remédios para cães contêm quantidades mínimas de lúpulo para livrá-los de males causados pela ansiedade.

No entanto, em grandes quantidades o lúpulo é tóxico e potencialmente mortal para a maioria dos cães. Nao há pesquisas detalhadas sobre o assunto o que dificulta o acesso à informação da quantidade letal exata. Algumas raças parecem ser mais suscetíveis à intoxicação: Galgos, Retrievers, São Bernardos, Beagles, Dobermans, Border Collies e Cocker Spaniels.

Não há nenhum estudo particular sobre o efeito de cada tipo de lúpulo em cães, então é mais seguro considerar que todos são tóxicos! É importante ressaltar que a maioria dos casos de morte recebidos pelo site BeerSmith foram devido ao acesso que o cão teve aos restos de lúpulo retirados da produção e não do lúpulo estocado para futuras receitas. Muito cuidado na hora do descarte do trub - restos de lúpulo da receita.







(homebrewtalk.com)

Sintomas de envenenamento

Hipertermia maligna (rápido aumento da temperatura do corpo) que resultam em danos cerebrais e morte. Além disso, o cão pode sofrer de vermelhidão ao redor da boca, ânsia excessiva, excitação, flatulência, dor abdominal, convulsões e aumento da freqüência cardíaca. O início dos sintomas pode ocorrer entre 30 minutos e 12 horas após a ingestão. Se não for tratada imediatamente, a morte pode ocorrer em menos de seis horas!

Tratamento

Se o seu cão ingerir lúpulo (bate na madeira), leve-o com urgência ao veterinário e tente mantê-lo frio! O veterinário treinado iniciará os tratamentos que incluem indução de vômitos e lavagem gástrica (lavagem do estômago sob anestesia), enemas, carvão vegetal e resfriamento do cão. Infelizmente, mesmo com o tratamento rápido, as chances do animal sobreviver não são muito positivas.

Prevenção

Na natureza, as flores de lúpulo não são atrativas aos cães, mas ao retirar o trub da receita, a mistura adocicada pode atraí-los. Muito cuidado com o armazenamento dos ingredientes da sua receita e tente manter os locais de descarte da produção longe do alcance do seu cachorro.

Além dos cuidados com a ingestão de lúpulo pelo seu animal de estimação, nós também já alertamos do perigo da própria cerveja para eles. Confira aqui.


Siga a Maria Cevada nas redes sociais:
Instagram | Facebook | Youtube  | Viber

2 comentários:

  1. Parabéns pelo Artigo Amanda! Fundamental para quem faz cerveja em casa! Tenho um blog também, quando tiver um tempinho, acesse www.biabier.com.br Estou a disposição. Abraços,
    Fabiana

    ResponderExcluir