Últimas Notícias

Mais 5 Coisas Que Irritam um Cervejeiro

Então, pensamos bastante, perguntamos para alguns amigos e ouvimos as opiniões de alguns fãs da Maria Cevada e descobrimos que ainda existem muitas coisas.

Então, confira abaixo outras situações que fazem um apreciador de cervejas ficar levemente irritado:

6 – Cerveja “Tem, mas acabou”

Você resolve conhecer um bar novo, pede o cardápio e, para sua surpresa, ele tem várias opções de cerveja! Você logo fica todo animado com a descoberta do novo bar, olha todas as cervejas listadas, escolhe a sua preferia, chama o garçom, faz o seu pedido e escuta a tão temida frase: “Essa tem, mas acabou!”. (que ódio tenho dessa frase...)  Daí, você escolhe outra, e o resultado é o mesmo... Pô, pessoal, vamos cuidar direito desse estoque, né?

Essa dica foi enviada por um dos fãs do Maria Cevada. Pois é, Gugão, a gente sabe como isso é realmente irritante. Mas valeu pela dica e escolhe outra cerveja aí. Vai que a próxima ainda não acabou.

7 – Amassador de Tampinhas



Certa vez demos uma dica de como abrir garrafas sem amassar as tampinhas, pois somos colecionadores e gostamos delas intactas na coleção. Ou seja, sempre que vamos beber uma cerveja, temos uma moeda a mão para poder abrir a garrafa sem amassar a tampinha da vez.
Só que isso de nada adianta se você tem um amigo que, por algum motivo, acha divertido ficar amassando as tampinhas das garrafas que ficam em cima da mesa. Não sei se é uma demonstração de força ou de habilidade ou sei lá, mas eu tenho um amigo assim e já perdi algumas tampinhas bebendo ao lado dele. (pronto, falei!)

8 – “Restinho” na garrafa

Algumas cervejas artesanais podem ser apreciadas lentamente, para que você possa sentir todas as características dos sabores e aromas dela. Além disso, existem tipos de cerveja que apresentam sensações diferentes conforme a temperatura do líquido aumenta. Por essas e outras, algumas pessoas deixam um “restinho de cerveja” na garrafa para poder tomar aos poucos.

Só que isso é um desafio a parte, pois basta uma pequena distração do cervejeiro para que o garçom passe na sua mesa e leve sua garrafa com aquele restinho de cerveja tão precioso. Pô, galera, esse restinho ainda é cerveja e é sempre muito feliz quando ainda tem aquele golinho final.
Fonte: stylingprojectmag
Observação: faz parte do serviço correto de alguns estilos não servir o fundo da garrafa. Isso acontece com as cervejas belgas, em que o depósito de leveduras não deve ser misturado à cerveja para não afetar as características do estilo. Mas nesses casos, o ideal é servir o fundo em outro copinho para que o cliente decida o que fazer. Afinal, pagamos pela garrafa inteira, oras!


9 - Copo congelado 

O Rodrigo Jacquet, que também é fã do Maria Cevada, nos mandou essa dica e achamos que mereceu espaço nesta matéria.

Fonte: AllBeers
A cultura da cerveja “geladíííííssima” ainda é bem forte em diversos bares e na mente de muitas pessoas. Por conta disso, as cervejas de massa tendem a ser servidas e bebidas em temperaturas bem baixas, e para garantir que ela realmente estará gelada, muitos bares guardam seus copos no congelador, para que além da cerveja o copo também te passe a sensação de uma cerveja estupidamente gelada.

Só que as cervejas artesanais presam muito pelo sabor e se o líquido estiver muito gelado, suas papilas gustativas ficam levemente adormecidas e não conseguem perceber esses sabores. Ou seja, se você receber um copo congelado para tomar aquela cervejinha especial, saiba que o sabor não vai ser o mesmo. Além disso, em muitos desses copos sobra um pouco de água no fundo que acaba congelando, e que vai derreter dentro da sua cerveja, deixando-a aguada. Pra piorar a situação é possível que esses copos ganhem um "sabor de geladeira" prejudicando a sua experiência.

Então, arrume uma desculpa e peça para o garçom arrumar um copo que ainda não esteja congelado.


10 – Não ter um amigo pra te acompanhar


mixologynews.com.br
Essa é uma situação pela qual todos já passaram. Ela pode acontecer por vários motivos: Você pode marcar com os amigos num bar e todos furarem, ou pode ter marcado com os amigos e errar o bar (sim, isso já aconteceu comigo... não foi legal, mas foi engraçado); pode estar viajando sozinho e ainda não conhecer ninguém; ser tímido ou não gostar de beber com outras pessoas, ou simplesmente estar bebendo em casa sozinho, etc... O importante é que essa situação nem sempre é ruim, pois pode te ajudar a botar os pensamentos em dia (ou a repensar suas amizades), mas em várias vezes você acaba sentido falta de alguém para conversar. Pelo menos o What’s App e as redes sociais estão aí para aproximar as pessoas, mesmo quando elas estão distantes.

Mais coisas irritantes aqui

E se algo mais irritar vocês, podem continuar desabafando aqui nos comentários ou na fanpage da Maria Cevada. Quem sabe seu desabafo não aparece numa próxima matéria.
Saúde.

Nenhum comentário