Últimas Notícias

Turismo Cervejeiro em Visconde de Mauá, Maringá e Maromba

Quem acompanha o Instagram da Maria Cevada, viu que no último feriado visitamos Visconde de Mauá, Maringá e Maromba, três pequenas cidades da Região Serrana do Rio de Janeiro, na divisa com Minas Gerais. Como sempre, trouxemos dicas cervejeiras para vocês! Quem sabe seu próximo feriado será curtindo umas cervejas artesanais e um friozinho da serra? 

Por Amanda Henriques

Ao contrário de outros destinos como Penedo, Gramado e outros roteiros turísticos cervejeiros que já trouxemos aqui pro blog, recomendamos que você vá com mais expectativas de conhecer a cidade. De quebra você vai conhecer algumas cervejas da região. As produções levam o termo "artesanal" ao pé da letra e ainda estão em processo de aperfeiçoamento. Além disso, a cidadezinha sofre bastante com quedas de luz o que pode prejudicar a logística de conservação dos chopes. Em geral, não tivemos muita sorte com as cervejas na torneira: à hipótese da luz some o período de baixa temporada, em que o giro do chope é prejudicado. Alinhamos as expectativas? Então vamos nessa.

1. Microcervejaria Maresia de Mauá
Fica em Alto Maringá, ao lado do Hotel e Restaurante japonês Warabi. Ela serve 5 estilos de cervejas (Pilsen, Stout, Dunkel, Weiss e Pale Ale) e os clientes podem pedir régua de degustação. Dá pra ver o espaço onde a cerveja é produzida em um casebre cercado de vidro ao lado do bar. A produção é supervisionada pelo Sérgio Rodrigues, sommelier de cervejas, mas quem coloca a mão na massa é a esposa dele. Os mais empolgados podem fechar um dia cervejeiro com o pessoal do hotel. Nós ficamos apenas nas degustações - gostamos mais dos estilos Dunkel e Stout.

Como chegar: passa Visconde de Mauá, segue pra Maringá RJ, passa o centrinho. Fique de olho nas esquinas à direita. Tenham fé, cervejeiros: por lá, nada tem número.


2. Hotel Warabi
O hotel também é filial da cervejaria Dona Mathilde Bier. Na recepção é fácil encontrar garrafas especiais da cervejaria à venda. Ficam em uma estante de frente pra porta de entrada, pode entrar. Não provamos os rótulos, mas passa lá pra dar uma espiada.

Como chegar: atrás da Cervejaria Maresia de Mauá.

3. Cervejaria Serra Gelada
De terça a sábado a Cervejaria Serra Gelada abre suas portas para visitação. Tem sempre alguém lá pra falar um pouquinho do processo de produção. O galpão é simples, não há um guia de visitação, tudo bem artesanal. Aliás, nem precisa agendar a visitação: passa lá e dá um oi. A fábrica produz 2500 litros mensais sob o comando do cervejeiro André Luiz Bento e abastece a região: tem Serra Gelada em todo empório e em quase todos os restaurantes. Lá são produzidas as cervejas Serra Gelada Dourada e Serra Gelada Defumada. Eles produzem esporadicamente o estilo Weiss e possuem uma sazonal que falaremos na dica 6.

Como chegar: em Maringá de Minas, siga em direção à Casa das Velas. Ao chegar lá, siga a estrada à direita. Há uma placa escrito "Rua Sem Saída", duvide dela e siga até o fim. Vire à esquerda.
A subida é íngreme. Carros de passeio patinam.

4. Bier Garten 
Um cantinho bem gostoso, com lareira no centro e mais de 100 rótulos de cervejas artesanais. Lá tomamos uma Baden Baden Chocolate e ficamos felizes quando foi servida nas taças de cerâmica originais do rótulo. Na parte de trás do bar dá pra tomar umas cervejinhas na beira da piscina. O atendimento é atencioso e camarada. Rola uma musiquinha de vez em quando.

Como chegar: É na Alameda Gastronômica de Maringá de Minas

5. Casa di Pedra Pizzaria
A pizzaria que fica na Alameda Gastronômica de Maringá - MG foi uma verdadeira surpresa. Além de ser refúgio em dias de falta de luz (a casa tem gerador), eles possuem cerveja própria. Não demos sorte, pois como e a produção extremamente caseira e limitada, tinha acabado. Procure pelos rótulos da casa quando passar por lá. Ficamos apenas com a fotinho das garrafas: uma Pilsen, uma Weiss e uma Belgian Ale. Eles até tentaram uma receita escura que levava castanha, mas não teve muita saída... Se estivéssemos lá na época, seria diferente. Eles também têm rótulos da Mistura Clássica.

Como chegar: É na Alameda Gastronômica de Maringá de Minas

6. Restaurante Champignon e a Festa do Pinhão
O restaurante Champignon é de comer rezando. Foi lá que comemos a melhor truta da região (A Truta à moda da Cheff). Além disso, eles vão participar da Festa do Pinhão, que acontece de 15 a 31 de maio. Durante a festa os restaurantes irão servir pratos elaborados com pinhão e participam de um concurso gastronômico. O Champignon optou por concorrer com um bolinho feito com pinhão, arroz arbóreo e cerveja de pinhão - a sazonal da Serra Gelada produzida apenas nessa época. A sazonal é distribuída principalmente em chope para abastecer a cidade durante o evento. Esse ano a cervejaria prevê uma receita menos amarga do que a do ano passado.

Como chegar: O restaurante é na Alameda Gastronômica de Maringá de Minas. A festa do Pinhão acontece na cidade toda. Os restaurantes colocam barraquinhas no centro de Visconde de Mauá também.

7. Lojas da Serra Gelada
Passamos por duas lojas da cervejaria em Maringá. A primeira fica em Alto Maringá um pouco antes do Hotel Warabi e a outra mais próxima do centro de Maringá RJ. Nessa última, encontramos um barril de Weiss da Serra Gelada plugado. É provavelmente o lugar onde você vai encontrar as garrafas da sazonal de pinhão se for no período da festa.

8. Bar na cachoeira
A área é cheia de cachoeiras, mas vamos dar nosso pitaco sobre as imperdíveis: as cachoeiras do Alcantilado, um sítio bem conservado, sinalizado, com toda a estrutura pra você fazer uma trilha tranquila e conhecer 9 cachoeiras em aproximadamente 1 hora e meia de subida. Mesmo se você estiver fora de forma, dá pra respirar e encarar. O parque cobra R$14 de entrada e no final você pode recuperar as energias no bar do sítio que tem pastelzinho e Serra Gelada.
As outras duas cachoeiras mais bacanas são a do Poção da Maromba, com pedra para saltos (FAVOR NÃO BEBER ANTES DO SALTO, BRIGADA, DE NADA, BEIJO) e a Cachoeira do Escorrega, que é cartão postal da cidade. Nessa última há uma área de bares também com cerveja da região.

Como chegar: a entrada para as cachoeiras do Alcantillado fica entre Visconde de Mauá e a entrada pra Maringá MG. As cachoeiras do Poção da Maromba e Escorrega, ficam depois do centrinho de Maromba

9. A volta feliz
Se quiser aproveitar que está pela área e conhecer Penedo, sua aventura continua por aqui.

Espero que tenham gostado do guia e que aproveitem muito as cidades.
Saúde!

Veja aqui mais destinos cervejeiros no Brasil

6 comentários:

  1. adorei ver esses lugares incriveis da terrinha muito obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Essas dicas são essenciais para uma tomada de decisão na hora de escolher o local ou caminho por onde passar. Valeu. Não deixe de postar dicas sempre que possível.

    ResponderExcluir
  3. Acabei de voltar da Casa de Pedra e puxa, se soubesse que tinha cerveja própria, tinha pedido. A pizza de lá é sensacional (assim como o atendimento).

    Coincidentemente, provei hoje também a Dunkel da dica 1 e realmente é gostosa, mas achei o atendimento um tanto caótico.

    ResponderExcluir
  4. Acabei de voltar da Casa de Pedra e puxa, se soubesse que tinha cerveja própria, tinha pedido. A pizza de lá é sensacional (assim como o atendimento).

    Coincidentemente, provei hoje também a Dunkel da dica 1 e realmente é gostosa, mas achei o atendimento um tanto caótico.

    ResponderExcluir
  5. Visconde de maua é maravilhooooso!!
    vale muito a pena!
    Meu Post sobre o final de semana lá!
    http://viagemblogada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir