Últimas Notícias

Na teoria: Belgian Tripel

Por Amanda Henriques


[Parcerias do Cervejando]
Produção: AfronteTV (http://www.youtube.com/AfronteTV)
Parceria: World of Beers (http://www.worldofbeers.com.br)
Para assinar o canal, clique aqui
Hoje nós falamos das Belgian Tripel, que vão de 7,5% a 9,5% de álcool. Elas não são cervejas muito amargas, vão de 20-40 IBUs na escala de amargor. As Belgian Tripel fazem parte do estilo Belgian Strong Ale.
A primeira Tripel foi produzida no mosteiro de Westmalle na Bélgica em 1934. Ela foi a primeira a trazer a palavra Tripel na garrafa e é considerada a mãe de todas as demais.
A Tripel que experimentamos hoje foi a Tripel Karmeliet. Ela tem 8,4% de álcool e é uma referência entre as tripel. Ela é produzida pela Boostels a mesma cervejaria da DeuS. É  uma cerveja dourada e levemente turva já que ela leva trigo e aveia além da cevada.  
No aroma, um floral, um cítrico que toma conta do ambiente. É possível perceber algo mais doce e frutado ao senti-lo com mais cuidado. Ao experimentar o malte aparece espalhando um certo dulçor na companhia de um final não muito seco. É uma tripel que eu gosto muito.
Você tem uma tripel favorita?
Conta pra gente!

Um comentário:

  1. Minha Tripel predileta é da Peripécia, surpreendente: http://tascalupulina.com.br/cervejas-em-estoque/?SingleProduct=84

    ResponderExcluir