Últimas Notícias

Na teoria: Pilsner



[Parcerias do Cervejando]
Produção: AfronteTV (http://www.youtube.com/AfronteTV)
Parceria: World of Beers (http://www.worldofbeers.com.br)
Para assinar o canal, clique aqui



2. Pilsner

As cervejas pilsner (ou pilsen) nasceram na cidade de Pilsen, na Boêmia, lá na República Tcheca. Ela foi produzida pela primeira vez em 1842 e possui três subestilos muito parecidos, que variam de acordo com as condições de produção de cada região. O que mais se aproxima do estilo tradicional, é a Bohemian Pilsener.


A história da Pilsner não pode ser separada da história do nascimento da Pilsner Urquell, o primeiro rótulo da região. A sua fábrica até hoje atrai turistas cervejeiros do mundo todo. A primeira cerveja dourada, além de criar as raízes dos estilos mais consumidos em todo o mundo, serviu de inspiração para a escola belga, por exemplo, que respondeu à essa inovação com as Belgian Blonde Ale.

Vale lembrar que no Brasil, as cervejarias infelizmente tendem a chamar de Pilsen rótulos que são representantes de um estilo mais "suave", o Light Lager. Dentro desse estilo e de acordo com as leis brasileiras para classificação como cerveja, os rótulos podem levar até 45% de adjuntos como arroz e milho em sua composição, o que pode resultar em uma cerveja mais aguada e sem sabor de malte de cevada.

German Pilsner - Pils [2A]
Teor alcoólico: 4,4% a 5,2%
Amargor (0-120): 25 a 45



A variação alemã leva um pouco mais de lúpulo na composição. É também um pouco mais seca, clara e leve do que a Pilsen checa.


Bohemian Pilsener [2B]
Teor alcoólico: 4,2% a 5,4%
Amargor (0-120): 35 a 45

Também é chamada de Pilsen checa.
O sabor de malte e lúpulo são muito equilibrados. É uma cerveja com pouco amargor, com espuma branca, que pode ir do amarelo-palha ao dourado. O amargor não é persistente.
Ela combina bastante com comidas leves, carnes brancas, saladas e comidas bem salgadas.



A cerveja do vídeo, a Budweiser Budvar (ou Czechvar) é uma representante do estilo Bohemian Pilsener. Sua história começa em 1295, quando os moradores que podiam pagar o Imposto Municipal da cidade de Budweis tinham direito de produzir cerveja. O interessante é que os produtos que eles desenvolveram sempre foram muito bons e fizeram parte da história da tradição cervejeira tcheca até o surgimento e consolidação dos padrões do estilo Pilsner. A Czechvar como conhecemos hoje começou a ser produzida em 1895.

Desde que a cervejaria americana Anheuser-Busch lançou a Budweiser americana, as disputas judiciais em torno do nome confunde cervejeiros no mundo todo. Nas Américas a Budweiser Budvar passou a se chamar Czechvar e é comum que a Budweiser seja apresentada apenas como Bud na Europa.


Classic American Pilsner [2C]
Teor alcoólico: 4,5% a 6,0%
Amargor (0-120): 25 a 40

É a versão que os imigrantes levaram para os Estados Unidos e tentaram reproduzir com os ingredientes de lá. A versão americana da pilsen pode levar adjunto. São cervejas levemente secas com lúpulo aparente mas não muito agressivo. A espuma é bastante persistente.

Um comentário:

  1. Lembro até hoje que a Pilsner Urquell foi uma das primeiras cervejas que tomei, e comprei assim despretensiosamente na estação de trem, indo pra uma Frühlingsfest. Achei muito legal, porque o sabor era muito diferente do que se chama de Pilsen aqui, e nesse dia comecei a perceber que o universo da cerveja era bem maior do que eu achava que era.

    Muito legal que hoje temos coisas diferentes no mercado brasileiro.

    ResponderExcluir