Últimas Notícias

Na Teoria: Cervejas de Trigo

Hoje a gente vai falar um pouquinho das cervejas de trigo!

Esse é o 1º episódio do Cervejando. A Maria Cevada vai falar sobre estilos de cerveja e dar algumas dicas.
Pode rir com as minhas caras e bocas, eu deixo! rs
[Parcerias do Cervejando]
Produção: AfronteTV (http://www.youtube.com/AfronteTV)
Parceria: World of Beers (http://www.worldofbeers.com.br)
Para assinar o canal, clique aqui

O estilo

Quando falamos de cerveja de trigo, duas coisas surgem imediatamente em nossos pensamentos sedentos: primeiro o copão viking gigante, a tulipa-rainha-das-galáxias - o bom e velho copo das weizen perfeito para abraçar os 500ml das garrafas de uma vez. A segunda coisa é a característica turva do líquido das cervejas de trigo, o pão líquido personificado, mas capaz de gerar alguns pequenos equívocos sobre o estilo.

Cerveja de trigo nem sempre é turva.
E nem sempre é alemã.
Essas são duas pegadinhas que a gente vai te ajudar a não cair mais.

No guia mais conhecido de estilos do mundo, o BJCP (e aí vai o link pra quem quiser estudar mais) encontramos o estilo 15 - German Wheat and Rye Beer. São as cervejas alemãs de trigo e as de centeio que são subdivididas em: Weizen (15A), Dunkelweizen (15B), Weizenbock (15C) e Roggenbier (German Rye Beer) (15D). Antes de tudo, estica o dedinho e promete pra mim: eu [seu nome aqui], prometo não me assustar com os nomes dos estilos e subdivisões. Tá fechado? Então vamos lá.

Weizen ou Weissbier [15A]
Teor alcoólico: 4,3% a 5,6%
Amargor (0-120): de 8 a 15

As Weizen são cervejas alemãs e por seguirem a Lei da Pureza, não vão apresentar variações em seus ingredientes. Seguindo a regra, pelo menos 50% do malte é de trigo. Elas geralmente apresentam cheiros que variam entre o cítrico e banana. Quando a cerveja escorrega na curva, sendo feita com temperaturas extremas de fermentação, é possível sentir sabores esquisitos como... azeitona e outras aberrações.

Mas na aparência, as Weizen podem ser completamente diferentes. Se você pensou naquele copão turvo e encorpado, saiba que isso é privilégio das Hefeweizen, que são as Weizen não filtradas, cheias de leveduras sapecas (como a Weihenstephaner Hefe-Weissbier, do vídeo). Já as Kristalweizen são límpidas e de um dourado claro.

... Agora dá pra começar a entender as nomenclaturas nas garrafas?

O pequeno dicionário das cervejas de trigo alemãs:

Weizen - significa "trigo" em alemão, é a forma mais comum de chamar as cervejas de trigo.
Weiss - significa "branco" e é outra forma de chamar as cervejas de trigo
Hefeweizen ou Hefe-Weissbier - é a weizen (cerveja de trigo alemã) não filtrada. Turva
Kristalweizen ou Kristal Weissbier - é a Weizen filtrada, dourada clara, mas com o gostinho de trigo característico

A cerveja do vídeo é a Weihenstephaner Hefe-Weissbier, um bom exemplo de Hefeweizen

Dunkelweizen [15B]
Teor alcoólico: 4,3% a 5,6%
Amargor (0-120): de 10 a 18

As Dunkelweizen, a grosso modo, são as cervejas escuras de trigo. Elas levam mais malte de trigo e a malte de cevada torrado. Elas têm um gosto de malte acentuado e quando não são filtradas podem ser chamadas de Dunkel Hefe-Weisse.

Paulaner Hefe-Weissbier Dunkel
(ou seja, alemã de trigo escura não filtrada)

Weizenbock [15C]
Teor alcoólico: 6,5% a 8%
Amargor (0-120): de 15 a 30

A Weizenbock é uma cerveja de trigo que nasceu para mostrar que cerveja de trigo pode ser forte sim. Elas são escuras e as mais alcoólicas e amargas do estilo. Como se não bastasse essa pancada, ainda existe uma técnica de congelamento para realçar o aroma e o teor alcoólico. Quando a cerveja passa por isso é chamada de Weizeneisbock.


Se quiser experimentar, a Eisenbahn Weizenbock
 é um dos rótulos mais fáceis de encontrar

Roggenbier ou Rye Beer [15D]
Teor alcoólico: 4,5% a 6,0%
Amargor (0-120): de 10 a 20

Imagina a Dunkelweizen, mas de centeio. É assim que a Rye Beer se apresenta, sendo muito encorpada e pouco amarga. Curte pão de centeio? Beba a versão líquida dele.

epicuriosities.com
Na hora de servir: o ideal é servir todo o conteúdo da garrafa no copão, dando uma paradinha no meio do processo para misturar os sedimentos de levedura que ficam no fundo da garrafa. Depois volte a servir.

Foi? Só mais um pouquinho...

Quando falamos "cerveja de trigo' é bom lembrar que esse é um termo muito genérico. Ele é associado às cervejas de trigo alemãs, mas saiba que outros estilos como as blonde ale e as kölsch também podem levar malte de trigo.
Além disso existem cervejas de trigo de estilos que não são tão rígidos com relação às restrições de ingredientes quantos as alemãs: existem cervejas de trigo e centeio americanas e cervejas belgas feitas com trigo não maltado, coentro e raspas de frutas cítricas (são as witbiers).
Bem, mas aí já é papo para outro dia e para outros vídeos ;D

Nos vemos em breve!

2 comentários:

  1. Achei uma brincadeira de mal gosto o primeiro episódio falar justamente de uma cerveja de "trligo"! hahahah

    Boa sorte, Manda! Tô aqui torcendo e acompanhando.

    Bjs.

    ResponderExcluir